Via Francígena, rota medieval de peregrinação a Roma, recupera seu esplendor como Rota Cultural Europeia

Laticastelli Country Relais
Laticastelli Country Relais

Em Siena, parte do trajeto, a dica de hospedagem é o Laticastelli Country Relais, pequeno paraíso em meio às melhores vinícolas da Toscana

Que tal percorrer a Via Francígena, rota medieval de peregrinação da Inglaterra a Roma que atualmente recuperou seu esplendor como Rota Cultural Europeia? Trata-se de uma aventura imperdível, principalmente durante o Jubileu da Misericórdia (Ano Santo extraordinário instituído pelo Papo Francisco), que começou em 8 de dezembro e segue até 20 de novembro de 2016.

Siena - Itália
Siena – Itália

O itinerário original parte de Canterbury (ou Cantuária), uma cidade no Sudeste da Inglaterra, passa pela França e entra em território italiano pelo Vale de Susa, seguindo até a tumba de São Pedro, na Basílica de São Pedro, em Roma. São 2.000 km, que podem ser percorridos a pé, a cavalo ou em bicicleta, caracterizando a Via Francígena como a maior rota de peregrinação da Idade Média.

Porém, também pode-se começar o percurso em outras cidades, como Siena, na bela Toscana. No caminho de lá até Roma, um dos destaques é a Basílica do Santo Sepulcro, na cidade de Acquapendente, uma reprodução exata da igreja de mesmo nome em Jerusalém.

A dica de hospedagem na região de Siena é o Laticastelli Country Relais, antiga fortaleza medieval cercada de bosques verdes de incomparável beleza. Trata-se de um pequeno paraíso em meio às vinícolas produtoras dos vinhos mais famosos da Toscana.

Latiscastelli - Entrada

Originalmente um castelo construído no começo do século XIII, o Laticastelli foi parte de uma série de fortalezas remotas que protegiam o sul de Siena. Após ser reconstruído e transformado em hotel, agora conta com 33 confortáveis suítes equipadas com ar condicionado, frigobar, aparelho de DVD, internet Wi-Fi e telefone. Algumas delas têm ainda sala e cozinha. A mobília rústica de origem camponesa se mistura com portas e janelas antigas e muros de pedra, que contrastam com suas modernas acomodações. Além disso, em muitas tardes são oferecidas degustações de vinhos da região na adega do restaurante La Taverna.

Para informações, reservas, dúvidas – mande um e-mail pra gente: [email protected]

Com informações: AD Comunicação e Marketing

Relacionados

3 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Publicações Recentes

Atleta brasileira viaja a Komodo para reforçar discurso mundial pela preservação dos oceanos

Atleta Roberta Borsari visitará o Parque Nacional, que será fechado em breve devido aos riscos à biodiversidade Patrimônio Mundial da Unesco desde 1991, o Parque...

No Topo do “Velho Mundo”.

Jungfrau Railway: a ferrovia que leva visitantes ao chamado Topo da Europa. Ela conecta alguns dos pontos turísticos mais famosos dos Alpes e também...

Promoção da MSC para a próxima temporada de cruzeiros: o segundo hóspede não paga!

A MSC lançou uma nova promoção para sua próxima temporada brasileira, a 2016/2017. Além do dólar congelado, o passageiro brasileiro contará com o segundo...

Tipo